quarta-feira, novembro 26, 2008

De ouro

Duas horas e oito minutos entre paredes. Um mundo à parte, com vida própria. Uma escola, um professor de francês e uma turma multicultural. A tensão crescente e o desinteresse latente. Todas as escolas neste laboratório cinematográfico. Não se nega à partida o filme que ganhou a palma de ouro em Cannes, mas toda esta problemática nacional com a educação quase tirou-me a vontade de o ver… A razão falou mais alto que o coração e fui. Os grandes filmes são aqueles que nos deixam a pensar muito depois de os ver e isso aconteceu com este.

(Entre les Murs de Laurent Cantet)

3 comentários:

Suzi disse...

dei um tempo nos filmes brasileiros, porque andavam retratando demais a (dura) realidade nacional. estou mais para as comédias e até para romances água com açúcar. no lazer ando precisando relaxar, apenas.
o lance é que às vezes a razão nos puxa, né?
:)

Custódia C.C. disse...

E eu que, em geral, adoro o cinema francês :)

1entre1000's disse...

tenciono ver de facto!
e esta tua sinopse ainda m deixou com mais vontade!