quarta-feira, janeiro 14, 2009

Mão morta, mão morta…

Não existe pior coisa que apertar uma mão mole. Uma mão suada, molhada ou de unhas pouco polidas também não é nada agradável. O aperto de mão tem de ser na medida certa: não muito pujante, nem demasiado tímido, não muito prolongado, nem demasiado rápido. Será assim tão difícil?

4 comentários:

1entre1000's disse...

eu gosto de um aperto de mão (como eu costumo dizer) INTEIRO! Com a mão toda, firme! é tao simples, e de uma detalhe determinante!

Custódia C.C. disse...

Quando aperto a mão pela primeira vez a uma pessoa e sai de lá uma coisa frouxa, fico logo com uma primeira má impressão...

Suzi disse...

Nossa... Eu lembro de quando aprendi isso. Devia ter uns sete/oito anos. Estava prestando atenção numa aula (que não era minha) e o professor falava justamente isso. Aprendi na hora, embora uma criança cumprimentasse os outros apenas com abraços e beijinhos. Aprendi e guardei para usar quando fosse adulto como os outros.

maicher disse...

chloe purse
chloe paddington handbag
chloe uk
dior
christian dior