quinta-feira, novembro 29, 2007

Fancy, Fancy...

Ia, de bom grado, às compras a Londres. Aliás, ia a qualquer lado, mas ainda não fui. Todos os anos é isto... Prefiro esperar por aquela altura mágica, em que as superfícies comerciais estão atafulhadas de pessoas esbaforidas e à beira de ataques de nervos letais. Em que tudo está remexido e vendido, em que o Natal faz todo o sentido…

9 comentários:

1entre1000's disse...

:(... medo muito medo!
e eu sei! estou certissima, que depois de toda a balburdia que vou fazer para comprar o que quer q seja vou dizer: para o ano compro tudo em Outubro/Novembro! É que já me estou mesmo a ouvir...

Miguel S. disse...

Pois, se te serve de consolo, não és o único. Mas eu acho que já faz parte (mesmo o ritual de dizer: para o ano vai ser diferente!). :)

marta r disse...

Não tarda nada estás a concretizar essa fantasia...

gnoveva disse...

este ano estou mais a pensar nos embrulhos que propriamente no que lá vai dentro..

Custódia C.C. disse...

Quase que me apetece dizer: junta-te ao Clube ....
Mas até que é giro fazer compras só no dia 24 :)

Capitão Gancho disse...

Eu adoro a malta que faz compras, no dia 24 ao caír do dia!
Ah ah, é porque tenho os meus homens na rua, nas pilhagens! eh eh eh...a malta distrai-se com os embrulhos, compra á " parva " e nós fazemos uns desviozinhos artisticos no meio da múltidão!
Vai lá fazer as comprinhas no dia 24 Dezembro, vai vai.
Eu este ano estou muito agressivo, só me apetece descarregar enxertos de porrada no pessoal, bater bater, até não mexerem mais...que se lixe o espirito do " menino" ...

(oh zarolho consulta lá a minha agenda, quando tenho consulta na Dra.Pesiquiatra? não me estou a sentir nada bem)

Suzi disse...

Ai... as compras...
Todo ano a mesma coisa...
Achei que era mania tipicamente brasileira, deixar tudo para a última hora...
rs*

Pretazeta disse...

E agora que ta tudo em saldos em Londres.


Nem quero imaginar as filas...

Catissarque disse...

Dantes só nos preocupávamos em pensar se íamos receber aquelas que queríamos... Agora temos de pensar se conseguimos oferecer aquelas que os outros querem :(