quinta-feira, outubro 22, 2009

Crónica de uma morte anunciada

Comprei um guarda-chuva por cinco euros. Vida longa não terá, certamente. Ontem foi a prova de fogo: chuva torrencial e vento agreste. Lá aguentou as investidas da intempérie. Não muito seguro é certo, dançou descontroladamente ao sabor das fortes rajadas e protegeu-me, na medida do possível, da molha certa. Na loja, outros do seu género e preço, faziam-lhe companhia. Se é para ficar, no meio do descampado, vulnerável à borrasca devido ao desmembramento do dito, não faz mal… volto lá e compro outro!

3 comentários:

Custódia C.C. disse...

Olha também comprei um, mas o meu custou 7 euros! E espero que dure o Inverno inteirinho :)

gêmeos Pedro e Pablo disse...

Provavelmente terá a vida do Santiago Nasar, o que já não será nada mau...

Suzi disse...

Ahahahaha!!
Aqui, nas chuvas, vendem-se nas ruas aqueles de 5 REAIS. Ou seja, menos de 2 euros. Duram duas chuvas. LOL
Mas, se bem cuidadinhos, e se não os perdemos, duram um bocado.
Agora, imagina a minha dor, que perdi, ainda sem uso, o do Cirque du Soleil, que me custou 40 dólares!!